SOJA: Retomada do diálogo entre China e EUA sustenta Chicago no intervalo

    Porto Alegre, 1 de julho de 2019 – A sessão eletrônica da Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o complexo soja chegou ao intervalo com preços mais altos. O mercado avançou pela segunda sessão seguida, diante da retomada do diálogo entre os Estados Unidos e a China. Neste contexto, o grão atinge o melhor patamar em um ano. As informações partem de agências internacionais.

   Na sexta-feira (28), o mercado foi sustentado pela projeção de área plantada nos Estados Unidos abaixo do esperado pelo mercado. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projetou uma área plantada de 80 milhões de acres no país. O mercado esperava a superfície em 84,4 milhões. Em março, foram estimadas 84,6 milhões de acres. A expectativa de área plantada foi rebaixada devido ao clima chuvoso desfavorável aos trabalhos no país. O USDA disse que deve divulgar números atualizados em 12 de agosto.

    No intervalo, os contratos com vencimento em agosto de 2019 tinham preço de US$ 9,09 por bushel, ganho de 4,50 centavos de dólar por bushel ou 0,49%. A posição setembro de 2019 era cotada a US$ 9,15 1/2 por bushel, elevação de 4,50 centavos de dólar por bushel ou 0,49%.

    No farelo, agosto de 2019 tinha preço de US$ 315,70 por tonelada, alta de US$ 0,40 por tonelada ou 0,12%. Já a posição agosto de 2019 do óleo era cotada a 28,62 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 0,25 centavo de dólar por libra-peso ou 0,88%