MERCADO: Soja registra preços mistos no Brasil, em dia de volatilidade

Porto Alegre, 2 de agosto de 2018 – O mercado brasileiro de soja teve uma
quinta-feira de preços mistos. Houve muita volatilidade ao longo do dia e
dificuldades para um direcionamento uniforme nas cotações. Não houve
negociações de volumes relevantes ao longo do dia.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos permaneceu em R$ 82,50. Na região
das Missões, a cotação caiu de R$ 82,50 para R$ 82,00. No porto de Rio
Grande, as cotações baixaram de R$ 88,50 para R$ 88,00.

Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 81,00 para R$ 82,50 a saca.
No porto de Paranaguá (PR), a saca avançou de R$ 88,00 para R$ 88,50.

Em Rondonópolis (MT), a saca caiu de R$ 78,00 para R$ 76,00. Em Dourados
(MS), a cotação caiu de R$ 78,50 para R$ 78,00. Em Rio Verde (GO), a saca
baixou de R$ 75,00 para R$ 74,00.

Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago
(CBOT) fecharam a quinta-feira com preços mais baixos. A tensão comercial
entre Estados Unidos e China se intensificou e pressionou o mercado novamente.
As exportações semanais frustraram as expectativas nos EUA.

A intenção, ainda não colocada em prática, da Administração Trump de
elevar as tarifas de 10% para 25% para US$ 200 bilhões em produtos chineses
não foi bem recebida pelo governo asiático. Autoridades daquele país
alertaram os norte-americanos a terem mais calma e racionalidade em meio a
batalha comercial.

As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à
temporada 2017/18, com início em 1 de setembro, ficaram em 93.700 toneladas
na semana encerrada em 26 de julho. O número ficou 76% inferior a semana
anterior e 71% abaixo da média das últimas quatro semanas. O maior importador
foi a Alemanha, com 143.300 mil toneladas.

Para a temporada 2018/19, foram mais 543.300 toneladas. Somando-se as duas
temporadas, analistas projetavam exportações entre 550 mil e 1,35 milhão de
toneladas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura
dos Estados Unidos (USDA).

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com baixa de
4,25 centavos de dólar (0,5%), a US$ 8,82 1/2 por bushel. A posição novembro
teve cotação de US$ 8,97 1/2 por bushel, perda de 4,25 centavos (0,47%)
centavos de dólar em relação ao fechamento anterior.

Nos subprodutos, a posição agosto do farelo fechou com perda de US$ 3,70
(1,09%), sendo negociada a US$ 332,80 por tonelada. No óleo, os contratos com
vencimento em agosto fecharam a 28,12 centavos de dólar, com baixa de 0,33
centavo ou 1,15%.

Câmbio

O dólar comercial fechou a negociação em baixa de 0,07%, cotado a R$
3,7560 para compra e a R$ 3,7580 para venda. Durante o dia, a moeda
norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,7530 e a máxima de R$ 3,7820.

Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS