MILHO: Otimismo com EUA e China traz euforia ao mercado agrícola – SAFRAS

Porto Alegre, 18 de janeiro de 2019 – Acompanhe abaixo os fatos que
deverão merecer a atenção do mercado de milho na semana. As dicas são do
analista da SAFRAS Consultoria, Paulo Molinari.

– A visita do vice premiê da China, Liu He, aos Estados Unidos é encarada com
um indício de desfecho positivo das negociações entre as duas potências

– O mercado agrícola especificamente encara com euforia essa situação, com
perspectiva de ganhos mais expressivos na soja

– Em caso de fracasso nas tratativas a tendência é que nova rodada de
taxação seja anunciada no final do prazo de 90 dias de trégua

– A quebra da safra brasileira, principalmente de soja, ainda não surtiu o
efeito esperado sobre a Bolsa de Chicago

– O mercado ainda busca fatores mais consistentes para se nortear, natural em
um mês sem a referência do relatório de Oferta e Demanda do USDA. Dados
rotineiros, como exportação semanal, tornam-se mais relevantes nessas
circunstâncias.

– No mercado doméstico ainda a expectativa de algum aumento dos preços com
a intensificação da colheita da soja, com isso a comercialização do milho
tende a ser relegada ao segundo plano

– No interior paulista, a semana foi caracterizada por inexpressivo fluxo de
negócios, com consumidores sustentando sua posição com o recebimento de lotes
adquiridos na primeira quinzena do ano

– A indicação de oferta na região da Sorocabana permanece posicionada em R$
36. Enquanto que o referencial Campinas segue posicionado em R$ 41 CIF

– De acordo com o line-up, os embarques em janeiro devem superar o volume de
3,540 milhões de toneladas.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS