MERCADO: Milho segue com cenário de preços sustentados com oferta restrita

Porto Alegre, 1 de agosto de 2018 – O mercado brasileiro de milho seguiu
com o cenário de preços firmes nesta quarta-feira. Segundo o analista de
SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, apesar do período de colheita da safrinha, as
ofertas continuam justas, sem pressão de venda.

Nos portos de Santos e Paranaguá, a cotação ficou entre R$ 40,00/40,50 a
saca de 60 quilos.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 35,00/36,00 a saca em Cascavel. Em São
Paulo, o preço esteve em R$ 39,00/41,00 a saca na Mogiana. Em Campinas CIF,
preço de R$ 41,00/42,00.

No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 40,50/41,50 em Erechim. Em Minas
Gerais, preço em R$ 36,00/37,00 em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$
30,00/31,00 em Rio Verde. Em Mato Grosso, preço ficou entre R$ 26,00/27,00 a
saca em Rondonópolis.

Chicago

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou com preços
acentuadamente mais baixos. O mercado foi pressionado por um movimento de
realização de lucros, influenciado também pelas preocupações em torno da
tensão comercial entre Estados Unidos e China.

A ameaça dos Estados Unidos de aumentar as tarifas sobre produtos
chineses, envolvendo US$ 200 bilhões, de 10% para 25% não foi bem recebida
pelo mercado e também contribuiu para a queda nos preços.

A ideia dos Estados Unidos é forçarem a retomada das negociações
comerciais. Mas os chineses já adiantaram que não aceitaram pressão ou
chantagem e que irão retaliar.

Os contratos de milho com entrega em setembro fecharam a US$ 3,65, recuo de
7,25 centavos de dólar, ou -1,94% em relação ao fechamento anterior. A
posição dezembro de 2018 fechou a US$ 3,79 1/2 por bushel, baixa de 7,00
centavos de dólar, ou -1,81%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

O dólar comercial fechou a negociação em alta de 0,15%, cotado a R$
3,7590 para compra e a R$ 3,7610 para venda. Durante o dia, a moeda
norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,7330 e a máxima de R$ 3,7710.

Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS