SEMANA BOI: Mercado segue com preços sustentados e negócios moderados no Brasil

   Porto Alegre, 13 de outubro de 2023 – O mercado brasileiro de boi gordo registrou uma semana de preços sustentados e de negócios moderados na compra de gado. De acordo com o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Iglesias, em alguns estados como Mato Grosso e Rondônia os preços da arroba reagiram, mas em grande parte das praças as cotações na compra de gado seguiram acomodados.

   Mesmo com o feriado na quinta-feira no Brasil, os frigoríficos não elevaram de forma acentuada os preços pagos na compra de gado, embora tenham conseguido um bom avanço nas escalas de abate. Para Iglesias, em meio à lentidão observada no mercado na sexta-feira, dia em que tradicionalmente a demanda já é mais lenta, resta saber agora qual será o apetite das indústrias na próxima semana.

Preços internos

   Em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi a prazo foi de R$ 245,00, alta de 2,08% frente aos R$ 240,00 praticados no fechamento da semana passada. Em Dourados (MS), a arroba foi cotada em R$ 235,00 na modalidade a prazo, estável frente à última semana.

   Em Cuiabá (MT), a arroba subiu 2,48% ao longo da semana, de R$ 202,00 para R$ 207,00. Em Uberaba (MG), o preço a prazo foi cotado a R$ 235,00 por arroba, acréscimo de 2,17% frente ao fechamento da semana passada, quando foi negociada a R$ 230,00. Em Goiânia (GO), a indicação foi de R$ 230,00, avanço de 2,22% frente aos R$ 225,00 registrados na última semana. Preços seguem elevados no mercado atacadista

   Iglesias ressalta que o mercado atacadista voltou a apresentar alta de preços durante a semana. O ambiente de negócios volta a sugerir uma alta de preços ao longo da primeira quinzena do mês, o que é compreensível diante da entrada dos salários na economia, o que motiva a reposição entre atacado e varejo.

   Ele salienta, porém que vale a pena mencionar que a carne de frango permanece mais competitiva frente às proteínas concorrentes, em especial se comparada à carne bovina. O quarto do traseiro foi precificado a R$ 18,60 por quilo, avanço de 3,91% frente aos R$ 17,90 por quilo da semana passada. O quarto do dianteiro foi cotado a R$ 14,30 por quilo, subindo 1,42% frente aos R$ 14,10 por quilo praticados no fechamento da última semana.

Exportações

   As exportações de carne bovina fresca, congelada ou refrigerada do Brasil renderam US$ 175,035 milhões em outubro (5 dias úteis), com média diária de US$ 35,007 milhões. A quantidade total exportada pelo país chegou a 38,119 mil toneladas, com média diária de 7,624 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 4.591,70.

   Em relação a outubro de 2022, houve baixa de 39,6% no valor médio diário da exportação, queda de 23,1% na quantidade média diária exportada e desvalorização de 21,5% no preço médio.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2023 – Grupo CMA